Ligações de esgoto são irregulares em 70% das casas fiscalizadas em Joinville

Publicada em 14/11/2019 às 17:59
Relacionado a:

A Companhia Águas de Joinville fiscalizou, entre janeiro e outubro de 2019 , 15 mil ligações da rede de esgoto na cidade e 70% delas apresentavam alguma irregularidade. Do total de imóveis conectados de maneira errada, 35% possuíam água de chuva na rede de esgoto, 38% apresentaram problemas na caixa de gordura e 27% não estavam ligados à rede de esgoto.

As vistorias têm como objetivo verificar se as ligações das residências à rede coletora estão corretas. A fiscalização analisa se a água do banheiro, lavanderia, cozinha e churrasqueira das casas está corretamente direcionada à rede de esgoto e se não há água de calhas e piscina escoando para a rede coletora.

Ligações irregulares causam mau cheiro e contaminação do meio ambiente, facilitando a proliferação de doenças como verminoses, cólera e hepatite. Além disso, podem causar extravasamentos nas ruas e refluxo de esgoto nos imóveis.

“A rede de esgoto pública foi dimensionada para receber apenas o esgoto doméstico. Quando há ligações incorretas, o esgoto misturado com a água das calhas pode, em dias de chuva, retornar nas casas situadas em locais mais baixos”, explica a coordenadora de coleta e transporte de esgoto da Companhia, Dalva Schnorrenberger.

Os profissionais que realizam a vistoria são identificados com o nome da terceirizada e a escrita “a serviço da Águas de Joinville” nos uniformes e nos carros. Duplas de fiscais verificam as conexões de esgoto com auxílio de corantes e uma máquina de fumaça, que permitem identificar o caminho percorrido dentro da tubulação.

Quando uma irregularidade é encontrada, o morador é orientado a providenciar a correção em até 60 dias e informar à Águas de Joinville. Quem não cumprir as adequações está sujeito à multa.

Compartilhe